BART 6221/74 - A HISTÓRIA DO BATALHÃO DE ARTILHARIA 6221/74 - ANGOLA 1975

segunda-feira, 19 de junho de 2017

REPORTAGEM – LANÇAMENTO DO LIVRO “ÚLTIMOS NO LESTE DE ANGOLA...” – NO CHIADO CAFÉ LITERÁRIO – TIVOLI FÓRUM, LISBOA – NO DIA 17 DE JULHO DE 2017

REPORTAGEM
2º LANÇAMENTO DO LIVRO 
“ÚLTIMOS NO LESTE DE ANGOLA...”
NO CHIADO CAFÉ LITERÁRIO
TIVOLI FÓRUM, LISBOA
17 DE JULHO DE 2017 


Decorreu então o segundo lançamento do livro Últimos no Leste de Angola – na Retirada do Exército Português em 1975, desta vez em Lisboa, no Chiado Café Literário (uma das casas da editora Chiado), no Tivoli Fórum. Claro que devido à hora a que se iniciou o evento – 14h30 – (quase em cima do almoço) e também devido à temperatura que se fez sentir em Lisboa nessa tarde, na ordem dos 42 graus, a assistência foi sobremaneira fraca. Cerca de dez pessoas, entre amigos meus, acompanhados de respectivos familiares em alguns casos. Para mim já foi bom, na medida em que não via em pessoa alguns desses amigos há uns tempos, Leonardo De Sá, João Simões Raposo, Hugo Teixeira e Ana Vidazinha, por exemplo.

A apresentação da jornalista Catarina Gomes (ex-Público e agora free-lancer) foi excelente, não se furtando a citar o livro Mais Um Dia de Vida - Angola 1975, do jornalista bielorrusso Ryszard Kapuscinski, um dos maiores repórteres do século XX, que esteve em Angola, reportanto a História do atribulado período entre o 25 de Abril de 1974 e a independência angolana, em 11 de Novembro de 1975. Não conhecia esse livro/reportagem, nem o autor sequer, mas agora fiquei com muita curiosidade e vou adquiri-lo. Já agora, Kapuscinski faleceu em Varsóvia em Janeiro de 2007.


Sobre Catarina Gomes:

Lançou em 2014 o seu primeiro livro, Pai, tiveste medo? (Matéria-Prima Edições), sobre a experiência da guerra colonial vista por filhos de ex-combatentes. Foi durante a pesquisa que se apercebeu da existência de filhos que alguns ex-militares tiveram com mulheres africanas e que deixaram para trás. As duas grandes reportagens que dedicou ao tema foram premiadas, Filhos do Vento com o prémio Gazeta Multimédia (2014) e Quem é o filho que António deixou na guerra? recebeu o Prémio Internacional de Jornalismo Rei de Espanha (2015). Foi também argumentista do documentário Natália, a Diva Tragicómica (RTP2). Entretanto em 2002 e 2003 havia estado em Londres a tirar o Master of Sciences in Media and Communication na London School of Economics. Foi jornalista do Público desde 1998.


_____________________________________________________________


Sem comentários:

Publicar um comentário